Concha y Toro

Ania Smolec 25/12/2015

10 mandamentos para saborear um vinho espumante

Compartil

Não tem nada de típico ou regular em um vinho espumante. Em compração a um vinho tradicional, tanto sua garrafa como seu método de produção e taça onde é servido são diferentes. Lembremos como abrir e servir um espumante para brindar da melhor forma este Ano Nuevo.

Mesmo que seja elaborado com cepas clássicas como Chardonnay ou Pinot Noir, o vinho espumante representa um estilo de vinho completamente diferente. Basta observar sua garrafa. A primeira grande diferença é que não se faz necessário um saca-rolhas. Para abri-lo de uma forma prática e elegante você deve seguir certos passos. Lembre-se que este vinho está sob pressão e, a não ser que você seja um piloto de Fórmula 1, você não quer que a espuma do vinho encharque sua roupa e a dos seus convidados. Vamos conhecer o ritual do espumante em dez simples passos.

1. Temperatura de serviço

Os espumantes devem estar frios para serem servidos. Com uma temperatura mais baixa que a ambiente, um vinho como o Casillero del Diablo Devil’s Collection Brut é muito agradável e fresco no paladar e também menos “perigoso” na hora de abrir (a pressão é menor). A temperatura deve estar entre 6ºC e 9ºC. Abaixo desta gama de temperatura, o espumante perde sua beleza e sabores. Um grande método para manter sua garrafa de espumante fria é utilizar uma cuba com água fria e gelo.
espumante mandamientos

2. Posição da garrafa

É a primeira consideração para abrir um espumante. Nunca aponte a garrafa para uma pessoa, janela ou mesa cheia de taças de cristal. A rolha pode disparar com força. Além do mais, pode acontecer de cair uma boa quantidade de vinho. Também é muito importante colocar a mão sobre a rolha para evitar que a mesma saia disparando como um meteorito.
3. Deixe a garrafa descansar

Para minimizar o risco de uma explosão, não recomendo abrir uma garrafa de espumante recém chegada da loja. No caminho até sua casa a garrafa sofre muito com o movimento. Por isso é melhor deixar que o vinho descanse.

4. Corte a cápsula

Tire a cápsula da garrafa para expor o selo metálico e a rolha. Para isto você pode usar uma faca pequena que está no saca-rolhas.

5. Retire o selo metálico

Mantendo o polegar sobre a rolha, solte suavemente o arame retorcido do selo. Enquanto você segura a rolha com a mão, a outra retira o selo.

6. O momento de abertura

Segure a garrafa com uma mão e a rolha com a outra. Gire a garrafa suavemente. Nunca a rolha! Deste forma você faz uma alavanca e é muito mais fácil de abrir. Outro beneficios desta técnica é reduzir o risco de romper a rolha.

7. Remova a rolha com precaução

Se for necessário, ajude com o polegar e os outros dedos. Lembre-se: não é elegante fazer um grande estrondo. O protocolo indica que a abertura deve soar como um suspiro ou exalação. Se por má sorte a rolha se romper, perfure a mesma com algum objeto pontiagudo para que possa sair um pouco de gas, e abra a garrafa com um saca rolhas. O vinho não terá tantas borbolhas, mas você garantirá que a garrafa se salve.

8. Sirva o espumante

Uma vez que a garrafa esteja aberta, verta o líquido em uma taça do tipo flauta. Tente servir o vinho rápido, porque o mesmo pode derramar. Faça isso em dois tempos, para que a espuma não exceda a borda da taça.

9. O que fazer com o vinho espumante uma vez aberto, para que não perca o gás carbônico?

Em lojas especializadas você pode comprar tampas para substituir a rolha. Estas tampas também impedem que as borbolhas escapem

10. E se você já tem várias garrafas de seu vinho espumante preferido e quer guardá-las para sua próxima festa de Ano Novo?

Os fatores que predispõem o vinho espumante para uma boa guarda são uma acidez adequada e gaseificação. Com o tempo um espumante perde um pouco do seu gás, sua cor se torna mais profunda e seus aromas frescos, cítricos e de baunilha mutam para frutos secos, mel e pão torrado. Então a resposta é “sim”. Você pode guardar o seu espumante favorito por alguns anos. (Naturalmente as condições são as mesmas que para os outros vinhos: um lugar fresco e escuro). Mas, se você gosta de frescos e borbolhas pungentes, recomendo que você mude todos os anos a safra do espumante em sua adega pessoal. Assim você celebrará sempre o Ano Novo com uma energia renovada.