8 Vinhos de Varanda

access_time 2019 · 02 · 08

O que significa “vinho de varanda”? Para alguns deve ser sinônimo de frescor. Para outros, um vinho versátil para diferentes tipos de comida. Para mim, simplesmente, é o vinho que temos vontade de beber. Deixe-me explicar-lhes minha teoria.

Praticamente todos os estilos podem cumprir o papel de vinho de varanda. Tudo depende de nossas preferências e, consequentemente, das condições térmicas: vinhos mais complexos para dias mais frescos ou um romântico pôr-do-sol ou vinhos mais leves e vibrantes para dias quentes. Hoje, quero apresentar-lhes os estilos de vinho adequados para cada ocasião, acompanhados por alguns simples e deliciosos aperitivos, tábuas de queijo e pratos.

1. Vinho espumante

Um clássico das varandas e festas de piscina. É leve e fresco, com essas refrescantes bolhas que fazem cosquinhas em nosso paladar. Imagine Casillero del Diablo Devil’s Collection Brut para um dia quente ou um encontro ao entardecer. Perfeito com ostras frescas ou, se você segue o estilo veggie, tempurá de diferentes verduras.

Ostras de Calbuco

2. Branco leve

O mais habitual é optar por um clássico como Casillero del Diablo Sauvignon Blanc: um vinho de corpo leve, bem cítrico e fresco. No Chile, nunca pode faltar um Sauvignon Blanc com um saboroso ceviche. Uma festa de verão.

3. Branco complexo

Nesta categoria se encontram o Chardonnay, o Viognier e algumas mesclas brancas. Incluso certos Sauvignon Blanc fermentados em barris, que têm igual ou mais peso que alguns Chardonnay. Pensem em terrinas, presuntos, salmão defumado, porém sobretudo em tábuas de queijos.

Queso de cabra Marques Chardonnay

4. Rosé

Sim, já sabem que sou fanática por esta categoria, porém muita atenção. Há de tudo na Viña del Señor. Desde bem leves até bem estruturados. O Casillero del Diablo Rosé tem um perfeito equilíbrio entre poder e frescor. Provem com lanches leves e elegantes, como espetinhos de queijo, tomates-cereja e manjericão, ou tábuas de queijo com salsichas e saborosas mini prietas. O meu favorito para a piscina é um rosado com uns crocantes nachos e guacamole.

5. Tinto leve

Um grande exemplo é Casillero del Diablo Pinot Noir, porém nesta categoria entram outros tintos, especialmente de clima frio ou costeiro. Também de uvas mediterrâneas como Cinsault. Estes tintos são bem versáteis e frescos, ideais para tártaros de atum e salmão, rolls clássicos ou californianos, roast beef e outras carnes frias como fatias de peru ao forno. Mas eu encorajo vocês a inovar. Na minha varanda sempre haverá húmus (em base de tahini e grão de bico moídos), húmus tradicional, húmus de beterraba, húmus de pimentão e cenoura assadas, húmus com tomate desidratado e palmitos de diferentes ervas frescas. Sim, vocês provavelmente perceberam que o húmus me deixa louca.

charcuteria embutidos

6. Tinto de corpo médio

Neste estilo encontramos uvas como Carmenere, Merlot ou Malbec. Se quiserem se sentar na varanda para conversar, sem parar toda hora na cozinha, preparem uma pizza com pepperoni ou mini hambúrgues. O outro “must” da varanda é o assado, seja em uma churrasqueira ou em uma grelha improvisada. Uma fraldinha assada me fascina com seu exterior crocante e esse interior volumoso que nos faz salivar. Cortem em pedaços sobre uma tábua para que seus convidados possam fisgar com chimichurri. Para que pedir mais.

7. Tinto encorpado

Talvez o Cabernet Sauvignon não seja um vinho que se conecta com a varanda, salvo se estivermos na Escandinávia, Canadá ou Rússia. De toda forma, há dias frescos onde não pode faltar um tinto complexo. Se não tiverem tempo para grelhar algo, podem preparar algumas simples e saborosas receitas como tapenade (pasta de azeitonas negras), queijos maduros, ou queijo com ameixas secas e toucinho, ao forno por um par de minutos.

8. Vinho doce

Não, não estou convidando vocês para um five ou’clock tea com biscoitos. Estamos falando de varanda, sabores salgados e bem definidos. Não sei se vocês vão acreditar, porém este ano dei as boas-vindas a 2019 com uma tábua desenhada especialmente para um vinho doce: variedade de queijos azuis, diferentes tipos de patês e foie gras, doces de figos e baguette. Para que melhor?

Quesos azules Late Harvest

Compartilhar

É maior de idade?

Sentimos muito,

Você não pode acessar o conteúdo do site se você não for maior de idade.