Descobrindo Roma e a gastronomia italiana

Por: Paola Peñafiel

Periodista de Concha y Toro en México

access_time 2019 · 08 · 14

A “Cidade Eterna”, como também é conhecida, é um dos destinos mais visitados por turistas do mundo todo, que chegam atraídos por seus impressionantes monumentos e restos arqueológicos da época Antiga, além de sua cultura, sua arte e sua gastronomia, uma das mais famosas do planeta. 

Roma é simplesmente deslumbrante. Com uma história de mais de 2.500 anos, e sendo o berço da civilização oriental, não é de se estranhar que caminhar por suas ruas seja uma viagem no tempo, a suas épocas de máximo esplendor. Foi a capital do mundo e uma das cidades mais influentes da história. É difícil não se emocionar ao visitar o imponente Coliseu e imaginar seus 500 anos de glória; ou caminhar pela Via Sacra do Fórum Romano, por onde passaram famosos imperadores como Júlio César; conhecer o Vaticano, a Basílica de São Pedro e ver ao vivo e a cores os afrescos de Michelangelo; ou simplesmente se sentar em alguma Piazza para contemplar monumentos, igrejas e fontes, enquanto se saboreia uma autêntica pizza italiana.

Post_4_A

Roma é literalmente um museu ao ar livre, onde se podem apreciar milhares de anos de história, arte e arquitetura. O monumento mais impressionante da cidade é, sem dúvida, o Coliseu. Foi o maior e mais avançado anfiteatro que o mundo antigo havia visto; inclusive até os dias atuais continua sendo uma das maravilhas arquitetônicas da história. Construído aproximadamente em 70 d.C., funcionou durante 500 anos apresentando espetáculos de animais exóticos, representações de guerras e lutas de gladiadores, a um público que podia chegar a 70 mil pessoas. Ao lado do Coliseu, o Fórum Romano representava o centro nevrálgico da Roma antiga. Ali se desenvolveu a vida pública, cultural e econômica dessa época. O Fórum e o Coliseu são as maiores amostras da grandiosidade do Império Romano que podem ser vistas na atualidade. Desta época de grandeza também é o Panteão, uma imponente edificação dedicada a todos os deuses. Construído no ano 126 d.C., este monumento é a obra arquitetônica melhor conservada da Roma Antiga. 

Neste setor do centro histórico da cidade também está a Piazza Navona, dotada de um estilo barroco muito elegante. É uma das praças mais bonitas e populares de Roma e nela estão três maravilhosas fontes, sendo a mais importante delas a Fontana dei Quattro Fiumi, obra de Bernini. Se continuarmos caminhando por essas ruas centrais chegaremos à Fontana di Trevi, a mais linda, maior e, sem dúvida, a mais emblemática fonte da capital italiana. 

Roma, além disso, é o epicentro do mundo cristão, já que hospeda a Cidade-Estado do Vaticano. Quando visita-lo poderá andar pela Praça de São Pedro com suas colunas múltiplas, conhecer a Basílica de São Pedro, e a Capela Sistina com seu maravilhoso altar e seu teto abobadado, decorado com impressionantes afrescos de Michelangelo. 

Outra parada obrigatória é a Piazza di Spagna, com sua enorme escada de 135 degraus que termina na Fontana della Barcaccia. Também vale a pena visitar o Castel Sant’Angelo e a Piazza del Popolo (praça do povo). 

Em cada canto e praça desta bela cidade, encontramos bares e restaurantes que oferecem os mais deliciosos pratos da gastronomia italiana. Impossível resistir a uma das culinárias mais reconhecidas do planeta. Sua origem se encontra em sua história e em seu passado romano, grego, árabe e africano, com alguma influência de origem asiática. Uma comida tradicional e ao mesmo tempo muito simples. Sim, porque se a comida mexicana se destaca por seus sabores únicos que nascem da mistura de vários ingredientes, a comida italiana, por sua vez, é reconhecida por entregar um prato delicioso com poucos ingredientes. Outra de suas características é a grande qualidade de suas matérias primas como seus queijos, presuntos, carnes, massas, azeites, verduras e frutas. 

Em minha viagem por Roma provei muitos pratos típicos, mas existem alguns que você não pode deixar de provar na Itália. O primeiro é o Antipasto, que em italiano significa “antes do prato principal”. Como se trata de uma variedade de queijos, embutidos e azeitonas para degustar e compartilhar, pode vir acompanhado pelo vinho da variedade tinta ou branca de sua preferência. Uma boa sugestão é o Trio, em sua variedade Chardonnay ou Merlot.

Post-1

A Pizza é outro prato que não se pode deixar de provar. E no restaurante que quiser, já que em qualquer lugar ela será excelente. Ainda que possa ser de muitos tipos, recomendo que prove a clássica pizza com molho de tomate e muçarela, e a acompanhe com Casillero del Diablo Rosé

Post_5

A massa, em qualquer uma de suas formas e o molho de que você mais goste, será outro prato que não vai decepcionar. Um clássico é o espaguete à bolonhesa, e para acompanha-lo, uma excelente opção é o Marques de Casa Concha Carménère, já que é um vinho que vai muito bem com a massa e as carnes vermelhas. 

Post-3_A

Também não deixe de provar o risotto acompanhado de um Marques de Casa Concha Chardonnay e, de sobremesa, um Tiramisù, com uma taça de Concha y Toro Late Harvest. Impossível falhar quando se combinam uma das melhores culinárias do mundo com um dos melhores vinhos do mundo. 

Post-2

Compartilhar

É maior de idade?

Sentimos muito,

Você não pode acessar o conteúdo do site se você não for maior de idade.