Harmonização: O pão nosso de cada dia

access_time 2020 · 02 · 10

Desde que o primeiro cereal primitivo começou a ser moído para fazer pão, há talvez 30.000 anos, tem sido um de nossos alimentos mais queridos.

Na verdade, a única vez que o pão caiu em desgraça em sua longa história foi quando o mundo se viu diante da moda das dietas baixas em carboidratos na década de 1990 e início dos anos 2000, eliminando todo um grupo de alimentos e favorecendo as proteínas e as gorduras. 

Porém nos últimos anos, o pão voltou em todo tipo de formas diferentes, já que os chefs e comensais se apaixonaram novamente por este alimento tão versátil. 

Desde os pães artesanais com massa madre até os pães achatados e o húmus do Oriente Médio, as opções sem glúten e o colorido pão de verduras, não existe nada que o pão não possa ser ou fazer. Preparado para ser compartilhado nas redes sociais e com nossos amigos, o pão pode ser muito mais inovador, colorido e excitante do que você jamais pensou. Acrescente alguns acompanhamentos e uma taça de vinho e terá uma refeição completa a partir de um dos mais humildes ingredientes. 

Pão de beterraba

É um dos novos tipos de pão que conquistaram o Instagram: um pão que inclui os benefícios agregados dos vegetais, que o pintam de diferentes cores. Se trata do pão de beterraba, uma forma simples e saudável de mudar um pouco as coisas, que se caracteriza por ser de um vermelho único. Mais que uma mera adição a suas publicações nas redes sociais, a cor extra deste pão é exatamente o que você precisa para alegrar sua comida. Esta atraente opção, junto com outros pães vegetais, como o de abobrinha ou inclusive o de abóbora, está crescendo em popularidade a cada dia e se o que deseja um pão inesquecível, este é o indicado. O pão de beterraba pode ser servido com um suave húmus e nozes para uma combinação crocante e saborosa. 

O pão e o vinho foram feitos um para o outro, e um deliciosos húmus em um pão de beterraba harmoniza perfeitamente com o Casillero del Diablo Reserva Pinot Noir. Este tinto jovem e frutado apresenta um suave aroma a morango e framboesa, e equilibra perfeitamente a saborosa beterraba e o húmus, bem como qualquer outra combinação de vegetais. 

Post-3-WB
Ph: Akis Petretzikis

Massa madre 

A massa madre, a base de levedura e bactérias produzidas de forma natural, foi provavelmente a forma de fazer pão durante a maior parte da história até 150 anos atrás, quando a levedura de panificação manufaturada foi inventada. O aumento da popularidade dos alimentos fermentados e as opções com baixo conteúdo de glúten trouxeram diferentes tipos de pães de volta a vida; a levedura de ação mais lenta da massa madre faz com que mais glúten se descomponha durante sua cocção. Os antigos egípcios já comiam pão de massa fermentada e hoje em dia também aqueles que querem um grande sabor, menos elementos artificiais e menos estresse digestivo.

O interessante sabor deste pão convida os sabores fortes a competirem com ele. Experimente as torradas com alho e shitake e saboreie a combinação da massa madre, ligeiramente ácida, com o sabor forte do alho e o umami dos cogumelos. 

Realça as qualidades simples dos cogumelos com um Marqués de Casa Concha Pinot Noir. Os complexos sabores a berries vermelhos com um toque de alcaçuz complementarão a massa madre ligeiramente ácida e seu exuberante e refinado sabor equilibrará o shitake. Esta uva é conhecida por sua elegância e seus sabores sutis.

Post-1-WB
Ph: Eat well

Pão sem levedura

O pão sem levedura é tão maravilhosamente rústico e simples que parece que cada país e cultura tem uma versão própria. Há pães sem levedura no Oriente Médio que datam dos tempos bíblicos, pão pita na Grécia, tortilhas no México e pão naan na Índia. E com cada tipo diferente de pão sem levedura há um ingrediente, molho ou acompanhamento diferente com o qual saboreá-lo.

Suaves por dentro e crocantes por fora, os pães sem levedura são perfeitos para o queijo feta e o recheio de ervas ao estilo grego. Isto combina bem com um branco seco e fresco, que corta a massa mais pesada e faz com que o queijo feta se destaque. Experimente com um Casillero del Diablo Sauvignon Blanc e desfrute a combinação brilhante e audaz de sabores frutados. A uva utilizada é cultivada junto ao oceano Pacífico nos vales vitivinícolas do Chile, e as temperaturas mais frias produzem um sabor particularmente fresco.

post-4-2

Pão sem glúten

O pão sem glúten, que inicialmente se encontrava em herbanários e supermercados especializados, experimentou um importante impulso de popularidade no final de 2018 e não para de crescer desde então. Para aqueles com um sistema digestivo que não aceita o glúten, este pão não contém proteínas de trigo, cevada ou centeio. O preço do pão sem glúten diminuiu, enquanto a qualidade, a textura e o sabor melhoraram significativamente. O futuro da digestão parece ser baixo em glúten, motivo pelo qual este pão a frente de seu tempo já está marcando a diferença no mercado.

Para uma harmonização de pão e vinho experimente tomates-cereja em fatias finas sobre uma cama de guacamole com um fio de limão. Deguste um Casillero del Diablo Reserva Pinot Grigio e deixe que a fresca e frutada leveza corte o sabor gorduroso e doce do avocado e a umidade e densidade deste pão. Cultivada no vale do Limari, esta uva tem a mescla perfeita de maçã, pera e marmelo, típica dos vinhos do sul do Pacífico e ideal para acompanhar o pão sem glúten. 

Post-2-WB
Header ph: Schär

Compartilhar

É maior de idade?

Sentimos muito,

Você não pode acessar o conteúdo do site se você não for maior de idade.