O Melhor Churrasco em 10 Passos

Não há nada melhor que receber a família e amigos com o cheirinho do fogo aceso, carne assada ao ponto e uma taça de vinho na mão. Para este e todos os fins de semana, deixamos para vocês um guia rápido de como converter-se em um Mestre Churrasqueiro e surpreender a todos com um churrasco inesquecível.

Passo 1: Saboreie o Evento

Tire uns minutos para fazer bem os cálculos e preparativos: leve em conta quantas pessoas estarão presentes, em qual lugar será feito o churrasco (se é ao ar livre ou não, por exemplo), que tipo de churrasqueira tem disponível e o mais importante: o contexto. Qual é o objetivo deste churrasco; ver um jogo de futebol, uma refeição entre amigos, comemorar um aniversário, um domingo familiar ou inclusive, surpreender seu par com uma noite romântica.

212121

Passo 2: As Compras

Quanto comprar e onde. Considere sempre entre 250 a 300 gramas de carne por pessoa, incluindo os embutidos para beliscar antes do churrasco; a isto serão somados os acompanhamentos e bebidas. Hoje existe uma grande oferta para encontrar produtos de ótima qualidade e com bons preços: desde supermercados até açougues, mercados centrais e inclusive sites online.

Escolha a opção que lhe dê maior segurança no que diz respeito a qualidade e procedência dos produtos. Caso compre carnes congeladas: não se esqueça de retirá-las ao menos um dia antes do freezer, para que estejam no estado mais natural possível.

Passo 3: Escolher a Carne

A carne: que cortes escolher entre as inúmeras variedades que podemos encontrar. Sempre levar em conta as preferências dos convidados e recomendamos oferecer diversidade de sabores, texturas e tipos de carne.

A carne de boi é um clássico: a fraldinha, acém, costela do dianteiro, ponta de contrafilé ou contrafilé, filé mignon, entre outros; peito e coxas de frango; matambre, costela, costeletas ou lombo de porco e inclusive outros cortes menos tradicionais como wagyu, carnes de caça como o cervo e o javali, e claro, vegetais e outras preparações que deem cor a nossa churrasqueira.

Passo 4: Acender o Fogo

Se temos a oportunidade de acender o fogo, e escapar dessas churrasqueiras da cidade a gás ou elétricas que roubam parte da magia que envolve um bom churrasco, escolha sempre a lenha. Hoje a variedade de tipos de carvão disponíveis também é ampla; procedente de diferentes árvores, briquetes, inclusive kits prontos para acender de forma rápida e fácil. Mas nada iguala o fogo feito a mão e com lenha seca, preferencialmente de espinheiro branco ou eucalipto, porque o calor e os aromas que liberam impregnam de forma única nossas preparações.

12345431

Passo 5: A carne na churrasqueira

Lei da churrasqueira: o frango sempre vai primeiro. Recomendamos assá-lo com a pele para que fique dourada e crocante, ou hidratar sua carne constantemente com algum tipo de tempero. Paralelamente, peças de carne inteiras (não filetadas) ou muito grossas e que também demorarão um bom tempo para chegar ao ponto. Em seguida os embutidos ou cortes que serão servidos de aperitivo, como linguiças e entranhas. Quando estejam quase prontas, colocar os cortes de porco e boi mais finos e que demorarão não mais de 8 a 10 minutos para ficarem prontos, já com o fogo em seu ponto médio.

Outras leis do churrasco: trate de virar apenas uma vez cada corte para aproveitar seus sucos, nunca espete a carne, mas sim manipule-a com pinças e use apenas sal, de preferência sal grosso ou apenas um tempero simples de vinagre e condimentos verdes.

Passo 6: Os acompanhamentos

Recomendamos sempre preparar um par de saladas frescas e leves, além de arroz, quinoa, cuscuz ou massas que estarão prontas dentro de 10 a 15 minutos. Caso tenha brasas a sua disposição e queira fazer sucesso com os convidados, envolva umas batatas em papel alumínio, além de umas cebolas e pimentões com pele e coloque-os de forma direta no fogo. Assegure-se de servi-los cozidos para que sejam apenas temperados com sal e azeite de oliva. O pebre (vinagrete chileno) ou chimichurri, que não podem faltar, podem ser feitos mais cedo sem problemas.

Passo 7: O ponto certo

É tarefa do Mestre Churrasqueiro oferecer a maior variedade em pontos de cozimento na hora de servir, ou talvez fazer um trabalho personalizado, considerando a preferência de cada convidado. Levar em conta que uma carne bem passada é aquela que ao ser pressionada já não solta suco e apresenta resistência; a carne ao ponto para bem é mais macia ao tato e libera algo de suco, enquanto que a carne ao ponto, está mais suculenta e é sempre a primeira em ser servida. Deixe as carnes descansarem por ao menos alguns minutos antes de servir, para concentrar sucos e aromas.

11111

Passo 8: Abrir o vinho

Parte importante de um bom churrasco é o que vamos beber. Para um churrasco mais informal, recomendamos vinhos que acompanham bem quase todos os cortes, como o Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon ou o Casillero del Diablo Carmenere.

Se buscam vinhos específicos para cada corte, recomendamos as cepas Syrah para linguiças, morcilhas e cortes de porco ou Merlot para cortes de frango. Outra excelente opção para aproveitar uma harmonização mista, com variedade de especiarias, texturas e intensidades, é a linha Trio de Concha y Toro: assemblages balanceados com base a Cabernet Sauvignon ou Merlot, que serão perfeitos até para o gosto dos convidados mais exigentes.

Passo 9: Apagando as brasas

Uma vez que retiramos todos nossos produtos assados da churrasqueira, é importante deixar que o carvão ou a lenha sejam consumidos por completo, sozinhos e de forma lenta, sem jogar água ou qualquer outro tipo de produto para evitar fumaça e cheiros desagradáveis. Inclusive se nossa churrasqueira é elétrica ou a gás, o importante é aproveitar enquanto ainda está quente para limpar nossa grelha e remover a gordura com uma escova de metal de forma fácil e rápida.

Passo 10: O dia seguinte

Nada melhor que guardar tudo o que sobrou do churrasco e cozinhar pratos para recuperar as forças, com esse sabor defumado e quase doce que só um churrasco é capaz de oferecer. Além de caldos e saladas, usando os pedaços de diferentes cortes de carne que sobraram do dia anterior, propomos inovar e incorporá-los em molhos para massas, pizzas caseiras e inclusive em pratos mais elaborados como quiches ou legumes.

O convite é para aproveitar o momento criado por uma churrasqueira acesa: desde a companhia, até cada um de seus aromas e sabores. É claro, em boa companhia e saboreando uma boa taça de vinho.

Compartilhar

É maior de idade?

Sentimos muito,

Você não pode acessar o conteúdo do site se você não for maior de idade.