Concha y Toro

Concha y Toro 17/12/2014

Polifenóis, o paradoxo francês

Por que os franceses – conhecidos por sua deliciosa culinária, rica em gorduras saturadas – apresentam uma baixa porcentagem de doenças cardíacas?

Compartil

Por que os franceses – conhecidos por sua deliciosa culinária, rica em gorduras saturadas – apresentam uma baixa porcentagem de mortalidade por doenças cardíacas? É de conhecimento comum que, quanto mais gordura uma dieta diária incluir, maior é a probabilidade de sofrer com problemas cardiovasculares. Entenda o porquê no seguinte artigo.

Curiosos para explicar a causa deste “paradoxo francês”, no fim dos anos 80 e início dos 90, vários cientistas se dedicaram a estudar a associação que existia entre a mortalidade cardiovascular e o consumo de diferentes alimentos em 21 países, incluindo verduras, azeites vegetais, frutas, produtos lácteos e vinho. Os resultados foram surpreendentes: descobriu-se que tomar vinho, especialmente o tinto, ajudava a neutralizar o dano produzido pelas dietas ricas em gordura.

A “magia” do vinho

tomando vino 2 Os responsáveis por este benefício são os polifenóis: compostos químicos famosos por sua capacidade antioxidante, que estão presentes nas plantas e vegetais, mas também em bebidas como o vinho.

Nossas células necessitam fazer processos de intercâmbio de oxigênio para viver (o que se conhece como oxidação), onde produzem moléculas altamente reativas chamadas radicais livres. No entanto, fatores como o estresse ou uma alimentação inadequada (para mencionar apenas alguns), desencadeam um mal funcionamento em nivel celular, o que produz um “estresse oxidativo”. Isto significa que as células não absorvem bem o oxigênio, e por isso aumentam a produção de radicais livres, o que, por fim, afeta a saúde dos tecidos e órgãos, provocando doenças.

A “magia” dos polifenóis consiste justamente em aumentar a capacidade antioxidante do plasma sanguíneo, protegendo o nosso corpo deste “estresse”.

Esta é uma das razões pelas quais os médicos recomendam tomar uma ou duas taças de vinho por dia, uma vez que sendo uma excelente fonte destes químicos, ajudam a prevenir enfermidades associadas ao dano oxidativo, tais como artrite, aterosclerose, demências e câncer.

Outros alimentos ricos nestes químicos são as uvas e frutas vermelhas em geral (berries). É por isso que recomendamos que, se você quiser tomar um bom vinho e desfrutar de uma sobremesa saudável, faça-o com estas frutas, e acompanhe as mesmas com uma deliciosa taça de vinho Concha y Toro. Nossa recomendação: Rosé Frontera ou Rosé Casillero del Diablo, Late Harvest Casillero del Diablo e Moscato Frontera­­­­­­­.

Você já sabe: ao se preparar para tomar uma taça de vinho, você não estará somente aproveitando um momento de prazer, estará também cuidando de sua saúde.

Fontes: