Concha y Toro

Ania Smolec 09/08/2016

Rota do Vinho de Casablanca: rumo as delicias do litoral

Dê uma paradinha no Vale de Casablanca, para degustar alguns dos melhores vinhos chilenos.

Compartil

Valparaíso e Viña del Mar, a somente cem kilômetros de Santiago, nos oferecem lindas praias e tesouros gastronômicos. Mas não viaje com pressa. Dê uma paradinha no caminho, no Vale de Casablanca, para degustar alguns dos melhores vinhos chilenos.

Um dos destinos de férias mais famosos no Chile é Valparaíso e Viña del Mar. Estas duas cidades estão conectadas por uma avenida de quase dez kilômetros. Viña del Mar, conhecida pelo seu Festival de la Canción, oferece lindas praias, um cassino e uma ampla variedade de restaurantes. Valparaíso, por outro lado, é apaixonante pela sua arquitectura espontânea e colorida, com vistas incríveis dos morros e uma animada vida cultural formada por pintores e músicos do mundo inteiro que viajam em busca de inspiração.

Os programas que estas pérolas do litoral chileno oferecem são ilimitados. Para os que amam fazer esporte, podem navegar, passear a cavalos pela costa ou praticar parapente partindo dos despenhadeiros. Mas quem sabe você ama uma boa mesa e a boemia. Valparaíso é conhecido por sua vida noturna. No antiguíssimo Bar Cinzano, por exemplo, você pode tomar uma jarra de vinho e escutar intépretes de tango e música popular latino-americana. Agora, se você procura contato com a cultura, não se esqueça que nessa mesma cidade está a La Sebastiana, uma das três casas-museu do poeta chileno Pablo Neruda.

congrio sauvignon blanc

No entanto, antes de começar a aproveitar os tesouros do litoral, dê uma paradinha no Vale de Casablanca. Este antigo espaço colonial entre Santiago e Valparaíso hoje é uma das capitais do vinho das mais interessantes no mundo.

Nesse vale você pode viver uma verdadeira experiência enoturística. O enólogo da Concha y Toro Marcelo Papa produz nesse vale alguns dos seus melhores vinhos brancos, como o Sauvignon Blanc, Chardonnay e Viognier, mas além disso, variedades tintas de corpo leve como o Pinot Noir, que nesse terroir litorâneao se expressa com grande finesse e frescor.

É que Casablanca, apesar de seu clima mediterrâneo com estações bem marcadas, se caracteriza pelas suas neblinas matinais que refrescam as temperaturas e permitem que a uva amadureça lentamente, sem perder seus deliciosos aromas e frescor. Cada cepa responde de uma maneira diferente às condições desse terroir, mas existem notas aromáticas comuns, especialmente nos brancos. Falo de aromas de frutas tropicais, como papaya, abacaxi, maracujá e manga, além de notas cítricas como laranja, tangerina e mexerica, sempre marcadas por uma acidez crocante e fresca.

corvina chardonnay

Seguindo a nossa viagem para Valparaíso e Viña del Mar, você pode encontrar vários restaurantes que representam todas as gastronomias do mundo, desde massas e guisados, até churrasco. Mas eu não poderia imaginar passar uns dias de férias no litoral e não aproveitar os frutos-do-mar e os peixes. Assim como outros tipos de proteína animal, podemos classificar os peixes pelo seu peso. Alguns são muito delicados e elegantes, de carne fina, branca e com muito pouca gordura. Outros são muito intensos e estruturados. Temos que lembrar sempre desses fatores na hora de harmonizar o vinho com a comida.

Um peixe de carne branca e fina é o linguado. Para este delicado tesouro das profundidades necessitamos de uma harmonização com um vinho fresco e cítrico. O Casillero del Diablo Sauvignon Blanc possui um bouquet de aromas como pêssego, maracujá e groselhas amarelas. É um vinho equilibrado e redondo. Por isso é perfeito para um linguado ou outro peixe muito elegante como a merluza austral. A acidez crocante desse Sauvignon Blanc também é atraente para outro tipo de peixe. Experimente com um peixe mais gorduroso como o mero-preto ou diretamente como um congrio frito. Lembrem-se: a fritura pede um vinho com uma acidez nítida.

salmon viognier

Um dos peixes mais conhecidos no Chile é a reineta. Este peixe tem uma carne sabrosa, branca e firme, sempre que não passe do ponto. Outra espécie de textura parecida, porém mais refinada, é a singular corvina. Com certeza vários restaurantes da praia vão te oferecer estes peixes. Não hesite. Peça imediatamente com um Casillero del Diablo Chardonnay. Esse é um vinho de um caráter muito frutal, com aromas de abacaxi, pêssego, damasco e manga, e um frescor bem marcado. Ao passar parte de sua criação em barril francês, também possui mais estrutura e algumas notas de biscoitos mantegosos com baunilha. Para peixes de carne mais firme, é necessário um branco com o peso e a acidez deste Chardonnay.

O Chile, com seu litoral de 4.000 kilômetros, é conhecido por ser um grande produtor de salmão. Esse peixe se distingue dos outros já no olhar. Possui uma linda cor damasco e um sabor intenso. Uma harmonização que realmente me fascina é o salmão assado ou ao forno, com um fabuloso Casillero del Diablo Viognier. Esse vinho captura perfeitamente os atributos da variedade e de um vale litorâneo como o Casablanca. Possui um bouquet repleto de frutas tropicais, intesas e elegantes, mas também uma redondez e estrutura. O Viognier não somente é perfeito para o salmão como também para outros peixes bem pesados, como a albacora, que se caracteriza pela sua carne rosada, fibrosa, de sabor delicioso e muito nutritiva.

atun pinot noir

E finalmente não se pode ir embora do liteoral sem provar o atum chileno. Sua carne vermelha, intensa e compacta quase parece um filé bovino. É uma delícia. Garanto que para o atum você deve ir na direção de um vinho tinto. Sim, sim, você escutou bem. Um tinto leve e elegante como o Casillero del Diablo Pinot Noir. Esse é um vinho muito expressivo, que surpreende com seus aromas de morangos frescos e framboesas.Possui também um toque suave de pétalas de rosa. Na boca tem taninos elegantes, um corpo bem equilibrado e um delicioso frescor, ideal para uma carne firme e saborosa, como a do atum.

A somente uma hora e pouco de distância de Santiago, você pode viver uma experiência gourmet incrível: experimentar os maravilhosos peixes do litoral chileno com os vinhos do Vale de Casablanca. Uma harmonização excepcional e profundamente marinha.