Concha y Toro

Concha y Toro 16/03/2017

Vindima 2017 em Limarí

Começou um pouco antes do programado e com muita energia para obter o máximo potencial destas videiras, as mais ao norte que possui Concha y Toro.

Compartil

Em perfeita coordenação, as áreas enológica e agrícola iniciaram a vindima no Norte nos primeiros dias de fevereiro. Começou um pouco antes do programado e com muita energia para obter o máximo potencial destas videiras, as mais ao norte que possui Concha y Toro.

Muitos são os fatores climáticos que podem influenciar uma vindima. O segredo é adaptar-se, observar, planejar e agir. Embora a temporada de colheita ainda não tenha terminado, em Limarí sempre é o primeiro lugar a começar. Também influiu o aumento da temperatura em comparação com um ano habitual. Outro fator que marcou a colheita foi uma nevada que em abril de 2016 forneceu recursos hídricos adicionais.

Uma equipe altamente qualificada e coordenada foi fundamental para dar início à vindima no vale de Limarí. Assim afirma Javier Villarroel, enólogo do Vale de Limarí. “A coordenação das áreas enológica, agrícola e de produtores foi chave na tomada de decisão. A comunicação foi favorecida, compartilhamos avaliações e geramos uma visão mais ampla do contexto, o que nos permitiu iniciar a colheita no momento oportuno, entrar no momento exato”.

CYT - Javier Villarroel
Javier Villarroel, enólogo del Valle del Limarí

Villarroel explica que cada ano é diferente e que nesta oportunidade foi tomada a decisão para manter e garantir a qualidade dos vinhos, especialmente seu nível de acidez e refrescância. “Estivemos muito bem preparados, seguimos o processo da planta a partir da germinação e desde o início, sabíamos que a fenologia da vinha veio para a frente em comparação com um ano normal. Tínhamos claro que o calendário 2017 seria muito diferente de 2016” agrega o enólogo.

A vindima de Limarí é uma das primeiras em iniciar em Concha y Toro e isso foi mantido, assim como a ordem das cepas colhidas: primeiro Chardonnay e Pinot Noir, para em seguida continuar com Sauvignon Blanc, Pinot Gris, Viognier e Syrah.  

Vendimia 2016 Limari 2

Do ponto de vista água, Limarí estava bem preparado para esta temporada mais quente desde 2016 caiu bastante neve nos Andes e da capacidade dos reservatórios atingiram níveis muito bons, o equivalente ao ano de 2009.

“Colher a uva no momento exato nos permitirá proteger o frescor do vinho e terá uma boa concentração”, disse.  Em relação a vinhos tintos prevê uma tendência de frutado e com muito boa densidade e brancos estão concentrados, com boa acidez.

Javier, junto com sua equipe, vive dias intensos em campo, porque a vindima ainda não terminou. E dia após dia seguirão verificando que cada cepa seja colhida no momento preciso. Tal como tem sido feito até o momento.