Concha y Toro

Ania Smolec 31/03/2015

Vinhos Rosé

Compartil

Apesar destes vinhos virem de cepas tintas, passam por um proceso de produção diferente para manter os sabores primários de suas frutas, mas sobretudo um frescor muito parecido aos brancos. Queremos introduzir vocês ao mundo do vinho rosé e apresentar harmonizações divertidas com comidas diferentes.

Durante décadas os vinhos rosé foram vistos com um certo desdém pelos críticos, mas hoje desfrutam um merecido reconhecimento e popularidade. Acabaram nos conquistando pelo seu corpo leve, frescor e versatilidade para acompanhar receitas do mundo inteiro. Ao beber este vinho sentimos uma explosão de groselhas, framboesas, morangos, amoras, especiarias e flores.

Você pode encontrar no mundo diferentes estilos de vinhos rosé, e elaborados com uma grande variedade de cepas diferentes. Nosso enólogo Marcelo Papa escolheu a cepa Shiraz (também conhecida como Syrah) para elaborar um Rosé de atributos muito especiais. Esta variedade vem do Vale do Ródano, e se caracteriza por um bouquet fino baseado em notas de flores silvestres, especiarias e frutas vermelhas. É um vinho de cor vermelha profunda, aromas intensos e bem estruturado na boca.

No entanto, quando o Shiraz é vinificado como rosé, todo este poder se transforma em delicadeza. O segredo está na maceração. Diferente dos vinhos tintos tradicionais, o contato do suco com a pele das uvas, onde se encontram compostos colorantes chamados antocianinas, é muito delicado e breve. O tempo que durar a maceração é o que irá definir a cor e a intensidade do vinho, desde um rosa pálido, quase como pele de cebola, até tons mais profundos como o magenta.

Um vinho com aroma de verão!

O Casillero del Diablo Rosé reflete a personalidade da cepa Shiraz, sua estrutura e aromas, mas ao mesmo tempo é um vinho com um frescor e elegância bem marcados, parecidos ao vinho branco. É uma opção perfeita como aperitivo, para nos refrescar numa varanda durante o verão, mas também um vinho que nos oferece um mundo de possibilidades quando nos sentamos à mesa. Sua grande versatilidade permite que possamos servi-lo com saladas, sopas, massas, peixes, carnes, pratos vegetarianos e, claro, sobremesas.

Vinos Rosados-PortVocê pode realizar várias combinações de sucesso com o Casillero del Diablo Rosé. Imagine que você tenha que organizar uma festa para seus amigos e família. O menu será abundante e variado, para que cada pessoa possa encontrar algo do seu gosto. E o desafio é servir um vinho: Casillero del Diablo Rosé! Garanto para vocês que a experiência não somente é possível, como também agradável, saborosa, divertida e também educativa.

Como manda a tradição mediterrânea, começamos com aperitivos e alguns tira-gostos.O Casillero del Diablo Rosé se harmonizará perfeitamente com queijos suaves como o Brie ou Camembert, uma seleção de presuntos, salmão defumado ou um delicioso tártado de atum. Pensando nos convidados que preferem verduras, você pode acompanhar o vinho com tomates recheados com cream cheese e ervas frescas, patê de grão-de-bico ou simplemente crostinis com tomate e manjericão. No entanto, um dos pratos mais favoráveis para o vinho rosé e ideal para o verão é, sem dúvida, o gazpacho.

Uma vez que os tira-gostos tenham despertado os sentidos, chega a hora dos outros pratos. O Casillero del Diablo Rosé é um vinho que combina muito bem com a comida picante e com mais corpo, como prietas (salsichas de sangue) ou carne de porco na brasa. Mas também se adapta aos pratos e ingredientes mais suaves, como massa com molho de tomate a base de ervas, ou ravioles com abóbora. E não nos esqueçamos da sobremesa! O vinho rosé elaborado de Shiraz se equilibra perfeitamente com frutas como framboesa e amora. Experimente com alguma torta com creme e um mix de frutas vermelhas, ou um cheesecake estilo Nova York com amoras.

Mas hoje quero deixar vocês com uma receita para os amantes da comida vegetariana. Recomendo croquetes deliciosos de puré de favas e painço. Esta receita é fresca, saborosa, leve e muito fácil de preparar. Em menos de meia hora estará pronto o seu prato e todos, não somente os vegetarianos, podem desfrutar desta harmonização original.

 Croquetes de puré de favas e painço

Ingredientes para 4 pessoas

  • Croquetas mijo400 favas cozidas e moídas
  • 1 xícara de painço cozido (pode ser substituído por quínoa)
  • 1 dente de alho picado bem fininho
  • 1 cebola picada fina
  • 1 ramo de cheiro-verde fresco picado
  • 1 ovo
  • 1 colher de ervas, mistura de orégano, cominho e ají amarelo
  • Sal e pimenta
  • Farinha de rosca
  • Óleo

 Preparação

  1. As favas devem ser cozidas até que estejam macias. Tirar as cascas e moer as favas. Numa frigideira, refogue as cebolas e alho com uma colher de azeite, até que estejam macias e translúcidas.
  2. O painço é cozido da mesma maneira que a quínoa. Uma vez que os grãos absorvam toda a água, tire do fogo e reserve.
  3. Na continuação, misture: puré de favas, painço, cebola e alho refogado. Acrescentar o cheiro-verde, ervas e ovo.
  4. Tempere com sal e pimenta a gosto e misture novamente para obter uma massa homogênea.
  5. Faça pequenos croquetes. Sacudir a farinha de rosca e fritar em óleo quente.
  6. Uma vez que os croquetes estejam prontos, ao adquirir uma cor dourada, deixe descansar num papel toalha para absorver o excesso de óleo.
  7. Sirva com seu molho favorito ou simplesmente com uma salada fresca e, naturalmente, com uma taça de Casillero del Diablo Rosé.