Concha y Toro

Concha y Toro 11/06/2015

Visite o Casillero del Diablo e viva a lenda

Compartil

Venha visitar as antigas adegas da Concha y Toro. Deguste seus vinhos e descubra o lugar onde mais de 100 anos atrás nasceu a lenda do vinho.

Sem dúvida, o Casillero Del Diablo tornou a Concha y Toro famosa no mundo todo. Mas não é apenas o vinho e a sua reconhecida qualidade, que cativou muitos consumidores, mas também a sua lenda, tão poderosa e fascinante, que permite que esta marca seja uma tradição na indústria do vinho. É por isso que aqui lhes contamos um pouco mais sobre este famoso Casillero del Diablo.

Diz a lenda que D. Melchor Concha y Toro, aconselhado pelos maiores especialistas franceses da época, começou em 1883 a produção de vinhos de alta qualidade, que ele guardava na sua adega pessoal. Logo que a excelência dos vinhos produzidos se tornou famosa, começou a ter problemas com alguns inquilinos indesejados, que entravam furtivamente na sua adega pessoal para roubar vinhos da sua coleção. Astutamente, Melchor Concha y Toro difundiu entre os trabalhadores da vinha o rumor de que o diabo apareceria naquela adega. Com este mito, ele conseguiu salvar os seus melhores vinhos e, acidentalmente, deu vida a uma das lendas mais poderosas da indústria mundial.

Bodega-Casillero-del-Diablo

Esta adega tem uma única porta e vários respiros, por onde certamente entravam os estranhos. Do respiro para o chão são 14 metros de distância.

O edifício resistiu sem danos ao longo do tempo. Nenhuma fenda sequer foi aberta pelos tremores ou terremotos, graças à sua construção feita de “cal y canto”, típica no Chile nos séculos XVIII e XIX. Para unir os tijolos usava-se uma mistura de cal, areia e clara de ovo e um pouco de sangue, segundo dizem. A técnica que se utilizava combinava os ingredientes para juntar os tijolos, os quais vão gerando uma estrutura maior, com enormes arcos interiores.

Neste lugar, a temperatura varia apenas quatorze graus no inverno, dezesseis no verão e sem o uso de equipamentos de ar condicionado. O solo é de areia grossa e amarelada, e é regado semanalmente para manter elevada a humidade, que varia entre 70% e 100%.