Concha y Toro

Francisca Jara 10/02/2021

Compartil

Vinho e harmonização

Desperte seus sentidos com chocolate e vinho

No dia de São Valentim, os presentes mais comuns para o nosso amor costumam ser vinho e chocolate. E por que não, se são ingredientes perfeitos para despertar os sentidos e adoçar a alma? O paradoxo é que, na hora de saboreá-los juntos, esta combinação é bastante desafiadora.

Acontece que, em geral, o teor de gordura dos chocolates cobre demais o nosso paladar e oculta os sabores do vinho. Além disso, entre os chocolates ao leite e vinhos muito secos (sem dulçor), o choque costuma ser muito grande. Ou ocorre que a combinação de um chocolate amargo com um vinho tinto seco e encorpado exacerba a presença de taninos na nossa boca (porque o chocolate também contém taninos), tornando-se amargo e ácido no paladar.

Mas não se assuste! Só queremos que você fique por dentro das possibilidades e, assim, ajudar você a escolher as opções mais adequadas. Porque quando a seleção de chocolate e vinho é feita corretamente, ela pode se tornar uma experiência estimulante.

Um conselho muito prático de Fiona Beckett, colunista da Decanter, é pensar no tipo de fruta que combinaria com um determinado chocolate e encontrar um vinho que contenha esse sabor, como chocolate amargo e um Moscatel com notas de laranja, por exemplo. Já Sarah Jane Evans, Master Sommelier e autora do livro Chocolate Unwrapped, diz que “para fazer um casamento perfeito é preciso um terceiro elemento: o dulçor, seja do açúcar residual ou uma suave sensação de riqueza do álcool”. A seguir, contamos sobre algumas harmonizações infalíveis.

 

Chocolate amargo com Malbec argentino

Como comentamos anteriormente, os vinhos com um pouco de açúcar residual podem ajudar a suavizar o amargor dos taninos de um chocolate com alto teor de cacau (pelo menos 35%). Neste caso, algumas opções seguras são o vinho do Porto ou um Late Harvest. Mas se você quiser fazer o teste com um tinto, o Terrunyo Malbec 2016 do vale de Uco (Mendoza), é um vinho de entrada doce com um teor alcoólico de 14,3 graus, duas características que fazem dele o candidato ideal para harmonizar com uma barra de chocolate amargo.

 

Chocolate ao leite com Viognier ou Pinot Grigio

Se você prefere os chocolates mais doces, com um teor importante de creme e uma concentração menor de cacau, saiba que estes dão muito certo com vinhos brancos aromáticos e ligeiramente doces como o Casillero del Diablo Viognier, o Casillero del Diablo Pinot Grigio ou um Gewürztraminer. E se você estiver procurando um tinto, vinhos de variedades frutadas e de corpo médio como um Merlot, ou espumantes doces, também são excelentes opções.

 

Chocolate branco e Sauvignon Blanc

Como praticamente não contém sólidos de cacau, sendo uma mistura de manteiga de cacau, açúcar e produtos lácteos como o leite, o chocolate branco é muito doce, de textura cremosa e sabor sutil. É por isso que vinhos brancos leves e secos podem fazer um bom contraponto para refrescar o paladar. Uma ideia é harmonizá-lo com um Riesling seco, e a outra, com uma taça de Terrunyo Sauvignon Blanc.

É importante mencionar que, como para os vinhos, a forma como o chocolate é feito é tão importante quanto sua origem. E que os grandes terroirs do cacau são a Venezuela, Equador, Madagascar, Vietnã e Peru.

Esperamos que estas dicas ajudem você a escolher melhor a sua próxima harmonização de chocolate e vinho. Feliz dia de São Valentim!

Vinhos Relacionados

20
19

Sauvignon blanc
Ver mais

20
16

Malbec
Ver mais

20
20

Viognier
Ver mais

20
20

Pinot Grigio
Ver mais